Bom o que podemos dizer sobre [highlight color=”eg. yellow, black”]STILL 2[/highlight]? Sinceramente eu quase cai da cadeira antes mesmo de chegar na metade. Não por medo, mas por desespero!

O susto vem em quantidades animais, mais do que seria de se esperar, deixando quem assiste a flor da pele, para ser sincero, somente os fortes conseguem vê-lo a meia noite com tudo apagado e sozinho.

Eu não cheguei a ver a versão original, dizem ser mais assustadora que o remake. (GENTE!!!!)

Não tem enrolação, uma história completamente diferente, em um terreno pouco explorado, que choca qualquer um que aceite o desafio de assistir.

[highlight color=”eg. yellow, black”]Sangue, violência, sadismo e mais sangue[/highlight] são explorados de todas as formas possíveis para deixar você no mínimo enjoado com tanta cena sanguinária.

[highlight color=”eg. yellow, black”]STILL 2[/highlight] é um filme [highlight color=”eg. yellow, black”]Tailandês[/highlight] e apresenta quatro histórias diferentes de quatro diretores diferentes, cada diretor tem sua maneira particular de trabalhar melhor a sua história, principalmente o visual.

Todos tem sua cota de donzela escandalosa para atormentar o público. Em seguida eles são, abatidos ou presos, um após o outro e para a alegria de todos, torturas com gostinho de [highlight color=”eg. yellow, black”]”O Albergue”[/highlight]

Como se não bastasse, a cota de [highlight color=”eg. yellow, black”]brutalidade e assassinatos[/highlight], o filme bate o recorde de “Rambo” em mortes. Como em cenas com a Minivan e pessoas gritando a bordo sendo arremessada para a morte em uma via expressa levando o que encontra no caminho. O que fez isso?

Em outro momento, mulheres inocentes sendo mortas e descartadas no esgoto de um bordel abandonado.

Em seguida são levados para outro ambiente onde corpos femininos são encontrados no ar-condicionado de um hotel completamente destruído. Calma, não estamos tirando toda a graça do filme, muita coisa acontece. E as razões para os assassinatos?

E por último, mas não menos importante, é um homem apaixonado por uma jovem que deixa um santuário sem saber de uma vingança prometida ao jovem por matar e esquartejar sua ex namorada por sua infidelidade.

[highlight color=”eg. yellow, black”]STILL 2[/highlight] é adrenalina pura, merece todo o respeito.

[highlight color=”eg. yellow, black”]Tailândia[/highlight] fazendo escola, largando fórmulas chatas dos EUA.

Dá uma olhada no trailer:

Algumas imagens:

still2 poster

11

22

33

still1

CHAIWAT THONGSAENG 3

CHAIWAT THONGSAENG 1

still3

still4

still5

still6

still7

Diretores : [highlight color=”eg. yellow, black”]Tanadol nuansuth[/highlight] (James), [highlight color=”eg. yellow, black”]Tammanoon SomboonTanhom[/highlight] (ping), [highlight color=”eg. yellow, black”]Poj Apiruj[/highlight], [highlight color=”eg. yellow, black”]Achira Noktaes[/highlight] (Mike)
Atores : [highlight color=”eg. yellow, black”]Pichaya Nitipaisalkul[/highlight] (Golf), [highlight color=”eg. yellow, black”]Manutsanun Punlertwongsakul [/highlight](Donut), [highlight color=”eg. yellow, black”]Chotwut Bunyasith[/highlight] (Nut), [highlight color=”eg. yellow, black”]Pimchanok Luevisadpaibul[/highlight] (Bifern), [highlight color=”eg. yellow, black”]Nutpassara Adulayametasiri[/highlight] (Golf), [highlight color=”eg. yellow, black”]Charm Osathanond[/highlight], [highlight color=”eg. yellow, black”]Paranyou Rojanawutitum[/highlight] (Tag), [highlight color=”eg. yellow, black”]Chalee Trirat[/highlight] (Nag), [highlight color=”eg. yellow, black”]Oranuch Ounsawasd[/highlight] (Plaifar),[highlight color=”eg. yellow, black”] Jazz Chuanchuen[/highlight], [highlight color=”eg. yellow, black”]Bank Pongsakorn[/highlight], [highlight color=”eg. yellow, black”]Tunwarin Sukapisit[/highlight] (Golf).

Curtiu? Comenta aê!

Geminiano em todos os aspectos, amante do suspense e mistério em todas as formas do entretenimento. Como um bom fã de Stephen King levo em meu coração as palavras de um pistoleiro a procura do seu Katet. "Eu não mato com a arma; Aquele que mata com a arma esqueceu o rosto do pai. Mato com o coração."