Antigamente a única maneira de saber se um filme de terro/horror/suspense era bom ou não era através dos posters dos filmes. Você passava ou ia em frente ao cinema e lá estava, posso até confirmar que alguns eram obras de arte que atormentavam minha imaginação, oferecendo algum tipo de sinistro, uma pânico visual que me convencia a dizer aos meus pais,”Eu tenho que ver esse filme!”

Tenho saudades daqueles dias e acabei me sentindo um pouco nostálgico, então resolvi escrever este post para gerar um debate nos comentários sobre o que vocês acham ou se sentem falta destas grandes obras de arte que são cartazes de cinema.

Eu tenho vários exemplos do que eu acredito ser um fantástico poster de horror/terror/suspense. vou mostra-los e depois vocês ajudam ou indicam um preferido nos comentários.

1 – Sexta Feira 13 – Parte VIII (Friday the 13th Part VIII: Jason Takes Manhattan)

fridayteh13thpart8poster
Sim, eu entendo que a franquia já estava ridícula, mas como disse no início da postagem, estamos falando dos cartazes. Este cartaz é maneiro porque ele se tornou este sensacionalismo turístico da cidade de NY, parece transpirar e atravessar através dele … literalmente. Além disso, ele contou com uma grande dose do branco diferente dos cartazes anteriores, dando uma aparência quase brilhante.

2 – Alien

alien-1979-sigourney-weaver-movie-poster
O que um grande cartaz? Não dar nada, mas você sabe imediatamente que você está em um filme especial. O ovo, a rachadura e a iluminação por baixo, nos mostram que realmente se trata de algo não terrestre, deixando claro o incrível trabalho de Giger, e o slogan de “No espaço, ninguém pode ouvir você gritar” passa a sensação que lá fora, cada pessoa fica terrivelmente sozinho no escuro, com frio e na imensidão eterna.

3 – A Troca (The Changeling)

changeling_poster_01
Quando se trata de posters aterrorizantes, este é incrível. Vendo sombra do menino, mas também vendo uma cadeira vazia, isso é muito inquietante. Além disso, todas aquelas teias de aranha nos permite acreditar que esse fantasma está lá por um longo, longo tempo. Combustível para um pesadelo eterno.

4 – A Bruxa de Blair (The witch blair project)

blair_witch_project-poster

Amá-lo ou odiá-lo? Este filme foi um fenômeno cultural após a sua exibição . E realmente revolucionou o gênero horror/terror/suspense para muitas pessoas e ainda é um filme que aterroriza o público.
O que me chama a atenção neste cartaz é o pano de fundo de uma floresta aparentemente morta(#Agonia1), os olhos cheios de medo na parte inferior (#Agonia2), e no meio do cartaz, que transparece realmente ser um filme documentário (#Agonia3). Genial!

5 – Tubarão (Jaws)

71CTreJGV5L._SL1500_
Esse é F*#$. Olha a P*%$# do tubarão enorme neste cartaz! E os dentes? Eles não estão bem organizados ou dispostos ordenadamente passando uma realidade incrível. Em vez disso, esses dentes mostram a dor que vai ser gerada quando se dá uma mordida em alguém, são lâminas de barbear afiadas no terror e eles convenceram toda uma geração de cinéfilos a se sentir inseguro de mergulhar até em uma piscina como eu.

Citação de homenagem – O Exorcista

THE-EXORCIST-new-version

Mesmo sendo um trabalho simples de fotografia, e não aterrorisando tanto quanto os demais, O Exorcista trouxe um poster que dava arrepio na espinha e ao mesmo tempo uma curiosidade sem fim para entrar no cinema. A iluminação, a silhueta do padre, a casa, enfim, um conjunto de fatores que fizeram justiça ao maior clássico de terror/horror/ suspense de todos os tempos.

Agora é com vocês, para a nova geração que não curtiu este espetáculo que era a exibição dos cartazes devido a internet tirar 99% da graça de um filme. Nos anos 80 e 90 a única maneira de saber se um filme ia assustar ou não era através dessas obras de arte. E ai? você concorda?

Geminiano em todos os aspectos, amante do suspense e mistério em todas as formas do entretenimento. Como um bom fã de Stephen King levo em meu coração as palavras de um pistoleiro a procura do seu Katet. "Eu não mato com a arma; Aquele que mata com a arma esqueceu o rosto do pai. Mato com o coração."