Um antigo e tradicional edifício localizado no coração da Capital de São Paulo esconde inúmeras tragédias e mortes por trás de sua decadente fachada…

Relembremos hoje um dos maiores mistérios fantasmagóricos que assombram os brasileiros. E isto não ocorreu em qualquer lugar muito distante daqui, e sim um que todos os dias é visitado por milhões de paulistanos: o míticamente infame “Edifício Joelma”.


Detalhe sobre a idade deste vídeo: “Ha quase dois anos…”

Um terrível incêndio ocorrido lá em 1 de fevereiro de 1974 fez com que este prédio protagonizasse cenas de terror como as vistas nos atentados de 11 de setembro nos EUA: 756 pessoas presas em 25 andares encararam a morte minutos antes desta os atingir. Muitos destes amaldiçoados pelo destino tiveram uma terrível escolha que tiveram de fazer – uma que nenhum de nós jamais deseja: optar por como preferiam morrer.

Dentre os encurralados pelas labaredas infernais em andares mais elevados e que não viam mais possibilidade de sobreviverem à iminente morte pelas chamas, houveram os que preferiram atirarem-se para uma queda fatal. Outros aceitaram sua triste sina e queimaram vivos – sendo encontrados dentre estas vítimas 13 corpos tão severamente calcinados que jamais puderam ser identificados.

Img1

Hoje, o Joelma ainda funciona rebatizado como Edifício Praça da Bandeira. Porém mistérios absolutamente inexplicáveis ainda rondam aquele lugar, tido por muitos como “amaldiçoado”.

Aqui ilustraremos alguns notórios casos de supostas aparições avistadas por inquilinos recentes do reformado Praça da Bandeira. Se são ou não reais? Isso não compete à nós julgar.

Img2

Misteriosa Garota no Escritório

Houve o relato de uma garota que trabalhava em um escritório de advocacia baseado no infame Bandeira. Este havia sido um dos primeiros estabelecimentos comerciais abertos após a reinauguração do edifício, fato que o tornava um dos únicos ambientes povoados dentro de um complexo basicamente ainda deserto.

Ocorre que a tal assistente havia tido de ficar até mais tarde no trabalho para concluir seus serviços de arquivamento, e a noite já ia alta àquela hora. Foi quando ouviu o som característico do abrir de uma porta advindo diretamente da sala adjacente onde estava… Porém não deveria haver ninguém mais lá. Ao averiguar o barulho, encontrou a porta fechada e o ambiente vazio. Pensou então que o barulho havia vindo de outro escritório e preparou-se para retomar o que fazia – mas novamente o ruído foi ouvido.

Para o seu infortúnio, desta vez a moça viu claramente o vulto de uma mulher que saia do escritório naquele instante. Aterrorizada, ela apanhou suas coisas e tratou de preparar-se para deixar o prédio, porém justamente quando estava no corredor a trancar a sala externa da advocacia, novamente avistou o vulto no final do corredor…

…À encara-la.

Com muita pressa e já traumatizada, a garota foi-se embora e jamais voltou ao local. Preferiu demitir-se a ter que ficar mais um dia após o expediente.

Img3

Uma Aparição no Estacionamento

“Havia chegado com minha perua Kombi no sub-solo do “Edifício Praça da Bandeira”, para entrega de algumas encomendas, isso aproximamente às 20:00′ horas.
Estacionei como de costume, sendo que meu ajudante retirou as encomendas da perua para entregá-las no local solicitado. Permaneci então ali dentro da perua sozinho, aguardando o retorno do ajudante para irmos embora.

Algum tempo depois, como que por espanto, vi surgir no fundo do estacionamento uma mulher vestida toda de branco, sendo que ela veio se deslocando em direção à minha perua. Nesse momento notei que ela não estava caminhando, e sim flutuando a alguns centímetros do chão, indo em direção à outra parede do estacionamento, desaparecendo em seguida.

Saí então da perua e subi até o andar onde estava meu ajudante, e contei para ele o acontecido, saindo em seguida rapidamente do edifício.

Hoje evito de todas as maneiras fazer entregas à noite naquele local”.

O depoimento foi dado por um temeroso entregador, que parecia relutante em relembrar o assunto – mais ainda em comentá-lo.

Img4

Existem hoje muitos relatos sobre pessoas que acreditam terem visto fantasmas naquela edificação, muitas destas histórias soam absurdas e outras até plausíveis. De qualquer forma, o filme “O Grito” fala sobre uma antiga lenda japonesa que afirma “se um local foi palco para uma ou mais mortes trágicas, tristes e terríveis, este lugar torna-se amaldiçoado e assolado pelas almas dos falecidos”. Seria o antigo Joelma uma prova brasileira de que esta maldição é mesmo real?

De todo modo, acompanhe este documentário à seguir feito para a TV e conheça ainda outra história notável da tragédia: a da professora Volquimar Carvalho dos Santos (rosto que figura na capa desta matéria), vítima que comunicou-se com sua mãe espírita através de Chico Xavier após sua trágica morte, além de mais detalhes sobre as torturadas “13 Almas”.

E respeitemos as almas dos mortos. Ou arquemos com as consequências de enfurece-las…

Geminiano em todos os aspectos, amante do suspense e mistério em todas as formas do entretenimento. Como um bom fã de Stephen King levo em meu coração as palavras de um pistoleiro a procura do seu Katet. "Eu não mato com a arma; Aquele que mata com a arma esqueceu o rosto do pai. Mato com o coração."