Paul Feig está sofrendo com o reboot de Os Caça Fantasmas (Ghostbusters). Qualquer notícia gera uma onda de revolta dos fãs da franquia. Um elenco completamente feminino tornou sua vida um inferno astral com perseguições em suas mídias sociais e tudo mais. (Ninguém disse que seria fácil). A mais nova bomba veio do próprio Paul revelando em uma entrevista que a série The Walking Dead é uma das suas maiores inspirações para o reboot de Ghostbusters (#MEDO):

Gostaria de dizer que estou muito animado com o filme. Amo brincar com o medo, as cenas de perigo, eles fazem isso, brincam com a agonia do susto, isto é um elemento que quero muito em Ghostbusters, o filme precisa de muitos obstáculos e não somente o sobrenatural. Eu realmente me inspiro com The Walking Dead.

Sinceramente, isso não é nada reconfortante. Duvido que o tom dramático da série vai casar com o clima de Ghostbusters. Na verdade senti um certo receio sobre este pronunciamento, o filme já enfrenta muitas dificuldades, e este tipo de declaração pode enrolar ainda mais o meio de campo. Para quem já está infeliz com as informações sobre o filme até hoje, a dúvida predomina! Não estou querendo começar uma guerra ou injetar o desânimo em ninguém, mas o que está se escrevendo com estes depoimentos é que o filme pode ser mais assustador do que a comédia no estilo dos anos 80 tão aclamado que existe no original.

Só nos resta esperar!

 

Geminiano em todos os aspectos, amante do suspense e mistério em todas as formas do entretenimento. Como um bom fã de Stephen King levo em meu coração as palavras de um pistoleiro a procura do seu Katet. "Eu não mato com a arma; Aquele que mata com a arma esqueceu o rosto do pai. Mato com o coração."