Minha cabeça explodiu quando soube que a Darkside Books estava levando a Ilana Casoy para a #BienalRio.

IMG_2381

Cheguei bem cedinho no sábado (05 de setembro), participei do encontro dos BookTubers (confere o vídeo aqui) onde já à encontrei muito calma e tímida com a equipe da Darkside Books.

Ilana estava conversando com fãs, booktubers, todos. Super acessível, de uma simplicidade incrível, gravamos um material para o Zumbicast TV e fomos diretamente para o espaço Submarino.com onde aconteceria sua entrevista.

Como já era de se esperar, não teve lugar o suficiente para quem queria assistir o bate papo de Ilana, foram tantos tópicos que fiquei confuso do que realmente poderia escrever neste post.

Ilana disse que o começo de sua carreira foi complicado, mas não tão difícil. Por ser sobrinha de Boris Casoy, Ilana estava acostumada a viver no ambiente de notícias policiais. Formada em Administração, dedicou-se a estudar perfis psicológicos de criminosos, especialmente de serial killers.

Ao se envolver em qualquer caso, Ilana disse que para ela é como ler um livro, o acesso a informação nem sempre é fácil, no começo de sua carreira, houve muito preconceito pelo fato de ser uma escritora, os profissionais de criminalística não a consideravam uma ajuda e sim uma curiosa. Com o tempo, Ilana ganhou renome e é solicitada pela própria justiça, para averiguar, estudar e traçar um perfil do criminoso.

Existiram casos que mesmo com a prisão do acusado, os laudos mostravam sua inocência, assim como casos abandonados que despertaram a curiosidade de Ilana. Em sua maioria era possível descobrir o que havia acontecido, assim como existiram casos que não foram possíveis esclarecer.

Quando questionada sobre “o porque os Serial Killers exitem?”, Ilana explicou, que as causas são multifatoriais: biológicas, sociais e psicológicas, só trauma de infância nunca!

Todo esse estudo acabou se tornado uma das mais bem sucedidas publicações da editora DarkSide Books, a série Serial Killers.

No caso da Famíla Nardoni, para estudar todo o material, Ilana teve que ficar no próprio fórum onde se encontravam os laudos  para a segurança dos arquivos. O estudo se transformou no livro “A prova é a testemunha” publicado pela Larousse, ele será re-editado e lançado pela Darkside Books juntamente com o livro O quinto Mandamento. “Casos de Polícia” sobre o caso Richthofen e outro livro inédito sobre a inocência  de Gil Rugai no Caso Rugai, no que eles chamas carinhosamente na Darkside de BOX FAMÍLIA.

Um show de amor, crueldade, fofura, conhecimento. Ilana Casoy se mostrou uma simpática estudiosa das mentes criminosas que andam por ai, porém a pergunta continua, Serial Killers, Loucos ou Cruéis?

PS: No final como eu disse… tive que tirar essa super foto fofa XD <3

IMG_2427

AH! Colar de Beijos para os invejosos, ela também dedicou meu livro!

IMG_2425

Geminiano em todos os aspectos, amante do suspense e mistério em todas as formas do entretenimento. Como um bom fã de Stephen King levo em meu coração as palavras de um pistoleiro a procura do seu Katet. "Eu não mato com a arma; Aquele que mata com a arma esqueceu o rosto do pai. Mato com o coração."